[google4ef896410eb5a6b5.html] [google4ef896410eb5a6b5.html] Você sabe como diagnosticar o Câncer de Mama?

PORTO ALEGRE / RS

Rua Silva Jardim, 408

Mont Serrat

Porto Alegre - RS

90450-070

 

+55 51 3061 4004

CAMPINAS / SP

Av. Sen. Antônio Lacerda Franco, 735
Jardim do Lago
Campinas – SP
13050-030

 

+55 19 3045 8500

  • Imunosul Vacinas Humanas
  • Imunosul Vacinas Humanas

Você sabe como diagnosticar o Câncer de Mama?

October 11, 2018

 

 

 

Diagnóstico

 

O diagnóstico de câncer de mama só pode ser estabelecido diante de uma biópsia na área suspeita por um patologista. No entanto, este procedimento só é realizado em casos de alterações fora do comum identificadas na mamografia, onde é feita a investigação de um nódulo palpável. É importante lembrar que não há idade limite para realizar o exame.

 

Além da mamografia, o nódulo também pode ser investigado por meio de uma ressonância magnética - um processo recomendado apenas para pacientes de alto risco, como pessoas com histórico familiar, predispostas geneticamente ao câncer, ou até mesmo que já tenham passado pela doença uma vez. Para esta parcela da população, o ideal é iniciar os exames a partir dos 30 anos.

 

Quando diagnosticado e tratado ainda em fase inicial, ou seja, quando o nódulo for menor que 1 centímetro, as chances de cura do câncer de mama chegam a até 95%. Tumores desse tamanho são pequenos demais para serem detectados por palpação, mas são visíveis na mamografia.

 

 

Diagnóstico Precoce

 

A detecção precoce é uma estratégia fundamental na luta contra o câncer de mama. Para que isso ocorra é importante realizar os exames de prevenção regularmente.

 

 

Autoexame

 

 

O autoexame é um bom método para identificar possíveis alterações na mama, além de ser essencial para que a mulher conheça seu corpo. Este processo pode ser realizado por meio visual e, também, por meio da palpação, uma vez por mês após a menstruação. Para as mulheres que não menstruam mais, o ideal é escolher uma data fazer o autoexame mensalmente.

 

No entanto, apesar o autoexame ser importante, ele deve ser encarado de forma secundária, pois quando o tumor atinge o tamanho suficiente para ser palpado, já não está mais no estágio inicial e as chances de cura diminuem.

 

 

 

Mamografia

 

A mamografia, é um exame de raio-X, na qual a mama é comprimida entre duas placas de acrílico para melhor visualização. Apesar do processo ser um pouco desagradável, é importante lembrar que não causa nenhum perigo para a mama. A dose de raios X utilizada nos aparelhos modernos é também muito baixa, e não deve servir de empecilho para a realização do exame.

 

Este processo é capaz de detectar nódulos de mama em seu estágio inicial, quando não são percebidos na palpação do autoexame feito pela mulher ou pelo profissional de saúde. E, por isso, as mulheres acima de 40 anos devem realizar a mamografia regularmente, em intervalos anuais.

 

Além disso, mamografia, ultrassom e ressonância magnética podem ser laudados com referência a uma classificação denominada Bi-RADS. A tabela abaixo indica o significado e a conduta em cada caso, com base no Bi-RADS:

 

Quando a mamografia ou ultrassom encontram alterações suspeitas, é recomendada uma biópsia.

 

 

Fontes

 

  1. Mulher Consciente. Consultado em 03 de Outubro de 2018. Disponível em https://www.mulherconsciente.com.br/cancer-de-mama/sobre-o-cancer/

  2. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Disponível em http://www.inca.gov.br/outubro-rosa/cancer-mama.asp

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

O sucesso da campanha de vacinação da sua empresa depende diretamente do engajamento dos colaboradores.

March 16, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo