[google4ef896410eb5a6b5.html] [google4ef896410eb5a6b5.html] Vacinação para crianças

PORTO ALEGRE / RS

Rua Silva Jardim, 408

Mont Serrat

Porto Alegre - RS

90450-070

 

+55 51 3061 4004

CAMPINAS / SP

Av. Sen. Antônio Lacerda Franco, 735
Jardim do Lago
Campinas – SP
13050-030

 

+55 19 3045 8500

  • Imunosul Vacinas Humanas
  • Imunosul Vacinas Humanas

Vacinação para crianças

February 7, 2019

 

A vacinação é a melhor maneira de prevenir seus filhos contra doenças. As vacinas podem ser produzidas a partir de organismos enfraquecidos, mortos ou alguns derivados, sendo aplicadas por meio de injeção ou por via oral.

 

Quando a pessoa é vacinada, seu corpo detecta a substância e produz uma defesa, os anticorpos, que por sua vez, permanecem no organismo e evitam que a doença ocorra no futuro, que nós chamamos de imunidade.

 

Por isso, proteger seu pequeno e manter a carteirinha de vacinação atualizada é muito importante. Nós separamos as proteções essenciais para as crianças:

 

Vacina Haemophilus Influenzae tipo b - Hib: previne contra doenças causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b, principalmente meningite. É indicada para crianças de dois meses a 5 anos de idade na prevenção de infecções causadas pela bactéria Haemophilus influenzae tipo B (como meningite, septicemia, celulite, artrite, epiglotite, pneumonia, etc);

 

BCG: previne contra Tuberculose. É indicada de rotina a partir do nascimento até os 5 anos de idade.

 

Vacina Combinada Hepatite A e B: previne infecções do fígado (hepatite) causadas pelo vírus Hepatite A e Hepatite B. Crianças a partir dos 12 meses, adolescentes e adultos. Esta é uma boa opção para pessoas que não foram vacinadas contra as duas hepatites.

 

Vacina da Dengue: previne contra infecções causadas pelos quatro sorotipos de dengue: DEN1, DEN2, DEN3 e DEN4. A vacina está licenciada para crianças a partir de 9 anos de idade, adolescentes e adultos até 45 anos e é recomendada para indivíduos previamente infectados por um dos vírus da dengue - soropositivos com ou sem história da doença. O recomendado é

tomar três doses da vacina com intervalo de seis meses.

 

Vacina da Febre Amarela: previne contra a Febre Amarela. A vacina é recomendada para crianças a partir de 9 meses de idade, adolescentes e adultos que vivem em regiões brasileiras classificadas como áreas de recomendação de vacinação, ou em viagem nacional/internacional de risco para a doença, ou com obrigatoriedade de comprovação da vacinação.

 

Vacina da Gripe (Influenza): trivalente ou quadrivalente: previne contra a infecção pelo vírus Influenza. É indicada para todas as pessoas a partir de 6 meses de vida, principalmente aquelas de maior risco para infecções respiratórias, que podem ter complicações e a forma grave da doença.

 

Vacina Hepatite A: a vacina imuniza contra o vírus hepatite A. É indicada para todas as pessoas a partir do primeiro ano de vida.

 

Vacina Hepatite B: previne contra infecção do fígado. É indicada para pessoas de todas as faixas etárias. A vacina faz parte da rotina de vacinação das crianças, devendo ser aplicada, de preferência, nas primeiras 12 ou 24 horas após o nascimento, para prevenir hepatite crônica. Esta vacina também é especialmente indicada para gestantes não vacinadas.

 

Vacina HPV2: previne contra infecções persistentes e lesões pré-cancerosas causadas pelos tipos de HPV 16 e 18. É indicada para a prevenção do câncer de colo de útero. A vacina é indicada para meninas e mulheres a partir dos 9 anos e deve ser iniciada o mais cedo possível. O esquema de dosagem para meninas de 9 a 14 anos, 11 meses e 29 dias são recomendadas duas doses, com intervalo de seis meses entre elas. A partir dos 15 anos, são três doses: a segunda, um a dois meses após a primeira, e a terceira, seis meses após a primeira dose.

 

Vacina HPV4: previne Infecções persistentes e lesões pré-cancerosas causadas pelos tipos de HPV 6,11,16,18. Também previne o câncer de colo do útero, da vulva, da vagina, do ânus e verrugas genitais (condiloma). O ideal, no entanto, é vacinar meninos e meninas a partir dos 9 anos, antes do início da vida sexual.

 

Vacina Meningocócica B: previne contra meningites e infecções generalizadas - doenças meningocócicas - causadas pela bactéria meningococo do tipo B. É recomendado para uso rotineiro de quatro doses da vacina meningoccica B aos 3, 5 e 7 meses de vida e entre 12 e 15 meses.

 

Vacina Meningocócica C Conjugada: previne contra doenças causadas pelo meningococo C - incluindo meningite e meningococcemia. A vacina é recomendada para crianças - três doses da vacina: aos 3 e 5 meses, com reforço aos 12 meses (podendo ser aplicado até os 4 anos). Além dessas doses, são feitos reforços entre 5 e 6 e aos 11 anos de idade.

 

Vacina Meningocócica Conjugada Quadrivalente: ACWY: previne contra meningites e infecções generalizadas - doenças meningocócicas - causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y. Para crianças, a vacinação deve iniciar aos 3 meses de idade com três doses no primeiro ano de vida e reforços aos 12 meses, 5 anos e 11 anos de idade. Para adolescentes que nunca receberam a vacina meningocócica conjugada quadrivalente — ACWY, são recomendadas duas doses com intervalo de cinco anos. E para adultos, é indicada uma dose única.

 

Vacina Rotavírus: previne contra doença diarreica causada por rotavírus. A vacina é indicada para bebês de 6 semanas a 8 meses e 0 dia. A primeira dose deve ser obrigatoriamente aplicada até a idade de 3 meses e 15 dias, e a última dose até os 7 meses e 29 dias.

 

Vacina Tetraviral (Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela) - SCR-V: previne contra Sarampo, caxumba, rubéola e varicela. A vacina SCR-V é recomendada para crianças e adolescentes com menos de 12 anos.

 

Vacina Tríplice Bacteriana Acelular do Tipo Adulto - dTpa: previne contra difteria, tétano e coqueluche. A vacina é indicada para em crianças a partir de 3 anos de idade, adolescentes e adultos, a fim de reforçar as vacinas DTPa ou DTPw Além disso, também é indicada para gestantes e pessoas que convivem com crianças menores de 2 anos, sobretudo bebês com menos de 1 ano, incluindo familiares, babás, cuidadores e profissionais da Saúde. Para crianças com mais de 7 anos, adolescentes e adultos que não tomaram ou não possuem registro de três doses de vacina contendo o toxoide tetânico anteriormente, recomenda-se uma dose de dTpa seguida de duas ou três doses da dT. As gestantes devem receber uma dose de dTpa, a cada gestação, a partir da 20ª semana de gestação. Se não vacinadas durante a gravidez, devem receber uma dose após o parto, o mais precocemente possível (de preferência ainda na maternidade).

 

Vacina Tríplice Bacteriana Acelular do Tipo Adulto com Poliomielite - dTpa - VIP: previne contra difteria, tétano, coqueluche e poliomielite. A vacina é indicada para crianças a partir de 3 ou 4 anos de idade, adolescentes e adultos, para os reforços de seus esquemas de vacinação. Pode substituir as formulações infantis da vacina tríplice bacteriana (DTPa e suas combinações) no reforço de 4 a 5 anos de idade. Já para adolescentes e adultos, pode substituir a vacina dTpa e é a alternativa para viajantes com destinos às áreas de risco para poliomielite. E para gestantes, pode substituir a dTpa na indisponibilidade desta vacina ou quando se trata de gestante viajante para área de risco para a poliomielite.

 

Vacina Tríplice Bacteriana Acelular Infantil DTPa: previne contra difteria, tétano e coqueluche. Para a vacinação rotineira de crianças - aos 2, 4, 6 meses e entre 12 e 18 meses -, é preferível a vacina quíntupla (penta) ou sêxtupla, nas quais a DTPa é combinada a outras vacinas. Para a dose de reforço entre 4 e 5 anos de idade, a DTPa pode ser substituída por dTpa ou dTpa-VIP.

 

Vacina Tríplice Bacteriana de Células Inteiras - DTPw: previne contra difteria, tétano e coqueluche. É indicada para todas as crianças até 7 anos de idade, mesmo as que já tiveram tétano, difteria e coqueluche, uma vez que estas doenças não conferem proteção permanente.

 

Vacina Tríplice Bacteriana de Células Inteiras Combinadas com Hib e Hepatite B (DTPw-HB/Hib): previne contra difteria, tétano, coqueluche, meningite por Hib (bactéria Haemophilus influenzae tipo b) e hepatite B. A vacina é indicada para crianças até 7 anos de idade.

 

Vacina Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola) - SCR: sarampo, caxumba e rubéola. Esta vacina é indicada para crianças, adolescentes e adultos. Para ser considerado protegido, todo indivíduo deve ter tomado duas doses na vida, com intervalo mínimo de um mês, aplicadas a partir dos 12 meses de idade.

 

Vacina Varicela: previne contra a catapora. Esta vacina é recomendada para crianças a partir de 12 meses - excepcionalmente, em situações de surto, por exemplo, também para crianças menores, a partir de 9 meses. Todas as crianças, adolescentes e adultos suscetíveis - que não tiveram catapora - também devem ser vacinados.

 

Vacinas Combinadas à DTPa: o tipo DTPa-VIP/Hib previne contra difteria, tétano, coqueluche, meningite por Haemophilus influenzae tipo b e poliomielite. Já o tipo DTPa-VIP-HB/HIb: difteria, tétano, coqueluche, meningite por Haemophilus influenzae tipo b, poliomielite e hepatite B. As duas vacinas são recomendadas para crianças a partir de 2 meses de idade e podem ser aplicadas até os 7 anos, sempre que seja indicada cada uma das vacinas incluídas nessas combinações. Para a vacinação rotineira de crianças que possuam 2, 4 ou 6 meses ou estejam entre 12 e 18 meses, é preferível o uso da vacina quíntupla (penta) ou sêxtupla (hexa). Para reforço entre 4 e 5 anos de idade, recomenda-se o uso de DTPa ou dTpa-VIP.

 

Vacinas Pneumocócicos Conjugadas: A vacina pneumocócica conjugada 10-valente (VPC10) previne cerca de 70% das doenças graves (pneumonia, meningite, otite) em crianças, causadas por dez sorotipos de pneumococos. Já a vacina pneumocócica conjugada 13-valente (VPC13) previne cerca de 90% das doenças graves (pneumonia, meningite, otite) em crianças, causadas por 13 sorotipos de pneumococos. Para crianças a partir de 2 meses e menores de 6 anos de idade é recomendada a vacinação rotineira com VPC10 ou VPC13. Para crianças com mais de 6 anos, adolescentes e adultos portadores de certas doenças crônicas, recomenda-se esquema com as vacinas VPC13 e VPP23. E para maiores de 50 anos e, sobretudo, para maiores de 60, recomenda-se esquema com a vacina pneumocócica conjugada 13 e a vacina polissacarídica 23.

 

Vacinas Poliomielite: previne contra a poliomielite (paralisia infantil). A imunização contra a poliomielite deve ser iniciada a partir dos 2 meses de vida, com mais duas doses aos 4 e 6 meses, além dos reforços entre 15 e 18 meses e aos 5 anos de idade.

 

Fonte:

 

1. Família Sbim. Consultado em 10 de Janeiro de 2019. Disponível em https://familia.sbim.org.br/seu-calendario/crianca

 

 

Share on Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

O sucesso da campanha de vacinação da sua empresa depende diretamente do engajamento dos colaboradores.

March 16, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo